Revista leva óculos e realidade virtual a bancas

Maioria das vendas de serviços O2O pelo celular são abaixo de R$ 50
23 de agosto de 2016
Quando o pai não da atenção ao filho
27 de agosto de 2016

Revista leva óculos e realidade virtual a bancas

Aconsultoria Esconderijo das Crianças, especializada em estratégias de engajamento multiplataforma, inaugura um braço editorial com o lançamento da revista de realidade virtual Mundo 360°. Apresentada oficialmente no sábado, 16, durante o Congresso BRVR, em São Paulo, a publicação terá distribuição bimestral em bancas, com tiragem de 20 mil exemplares, acompanhadas de óculos para visualização inspirados no modelo Cardboard, do Google.

Dimas Dion e Rodrigo Arnaut, sócios na consultoria Esconderijo de Criança, que edita a Mundo 360º (Crédito: Divulgação)

Dimas Dion e Rodrigo Arnaut, sócios na consultoria Esconderijo de Criança, que edita a Mundo 360º (Crédito: Divulgação)

A primeira edição traz, entre outros conteúdos, a reconstituição em realidade virtual (VR) do dinossauro brasileiro Tipuiassauro, produzido especialmente para a revista, e o curta documentário Rio de Lama, sobre o desastre ambiental na região de Mariana (MG), produzido por Academia de Filmes, Beenoculus e Maria Farinha. Segundo Rodrigo Arnaut, sócio-diretor da Esconderijo, a experiência enquanto delegado do evento South by Southwest (SXSW) nos Estados unidos, junto à equipe da Associação Era Transmídia, revelou “o potencial da tecnologia para a humanização do audiovisual”. “Queremos que esta tecnologia chegue às mãos de qualquer pessoa, com o menor preço possível e que ela tenha a experiência da forma mais simples, rápida e prática, com uso de QR Codes”, explica.

Sobre a aposta em um suporte impresso, Rodrigo aponta que a queda de receita publicitária no meio indica uma grande oportunidade de inovação. “Não pode haver divisão entre mídia tradicional e novas mídias, quando estamos falando em conteúdo. Veja quantos negócios estão sendo reinventados e os produtores mais eficazes, conseguindo se reposicionar rapidamente”, explica. Além disso, o empresário aponta que a distribuição em bancas se revelou uma ótimo solução para também oferecer o óculos: “precisamos entregar um óculos 360° de papelão de forma eficiente e com menor custo possível e assim como uma startup que possa ser rapidamente escalável.”.

material_regina.cdrOs conteúdos são acompanhados de avaliação nas categorias imagem, som, qualidade da imersão e relevância do vídeo. Dimas Dion, também sócio-diretor da Esconderijo, explica que as primeiras edições devem priorizar a experiência imersiva, “mas a partir do momento que a audiência entender e desejar mais conteúdo editorial vamos ampliando esse espaço dentro da revista.”

Além do dispositivo que vem com a revista, outros óculos como o Gear e o próprio Cardboard podem ser utilizados para navegar pelo conteúdo. A Associação Era Transmídia é um dos parceiros da publicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *